PASTORAL JUVENIL DA DIOCESE DE VISEU

Cruz Peregrina do Movimento dos Convívios Fraternos percorre o Dão

O Núcleo dos Convívios Fraternos do Dão, que agrega convivas das Paróquias de Aguiar da Beira, Penalva do Castelo e Sátão, recebeu, cheio de alegria e entusiamo, a Cruz Peregrina do Movimento dos Convívios Fraternos, que marca de forma indelével os 50 anos do movimento.

 

A peregrinação na zona Dão, iniciou-se com a passagem da Cruz Peregrina, no dia 7 de dezembro em Moita – Moledo, pelos convivas que tinham passado o dia em adoração.

No dia 8 de dezembro, feriado, dia da rainha e padroeira de Portugal, dia da Imaculada Conceição, Nossa Senhora da Conceição, o dia começou na Igreja de Ínsua em Penalva do Castelo, na Santa Missa em Honra de Nossa Senhora, tendo-se seguido uma procissão em direção à gruta de Nossa Senhora de Lurdes, procissão essa onde a Cruz Peregrina se incorporou, com os convivas a transporta-la nos braços, por todo o percurso.

O dia continuou com a oração de acolhimento da Cruz Peregrina no belo Santuário de Nossa Senhora da Esperança, situado na localidade de Abrunhosa, freguesia de S. Miguel de Vila Boa, concelho de Sátão, cuja Capela de Nossa Senhora da Esperança, é património classificado como Imóvel de Interesse Público.

Seguiu-se um momento de animado convívio entre os presentes, durante um lanche partilhado.

Este fantástico dia terminou com a Capela cheia de convivas e outras pessoas não convivas que se quiseram juntar, para uma oração aos pés da Cruz, com cânticos de Taizé. Nesta oração tivemos a graça da presença de um casal, ambos convivas há cerca de 30 anos, mas por vários motivos têm andado afastados das atividades do movimento, cumprindo-se assim uma das missões da Cruz Peregrina – a chamada aos convivas mais distantes do movimento.

Esta peregrinação terminou na tarde do dia 9 de dezembro, com a chegada da Cruz Peregrina à Igreja Paroquial de Sátão, onde houve partilha de testemunhos e a participação na Eucarística, após a qual, com a presença do Diretor Espiritual Diocesano, se deu o momento da despedida com a passagem da Cruz Peregrina à zona de Fornos de Algodres.

Mais fotos aqui.